Prevenção diminui riscos de acidentes de trabalho

Os metalúrgicos, assim como qualquer outra atividade empregatícia, têm suas especificidades. Com isso, ficam expostos a doenças e possíveis acidentes de trabalho. De acordo com o médico do trabalho, Walter Goetz, devido ao exercício pesado, os funcionários adquirem problemas de visão, coluna e até de audição.
 
Hoje, devido ao trabalho de prevenção de acidentes e fiscalização, não é muito comum um funcionário se tornar inativo após acidente. 

Walter Goetz, médico do trabalho há quase 40 anos, explica quais são os riscos na atividade de metalurgia. “Cada um tem seu risco específico. Problemas na visão, quem trabalha na solda, audição para quem trabalha no torno e coluna por carregar peso”.

Segundo Goetz, o Equipamento de Proteção Individual (EPI), desde que seja utilizado de forma adequada, diminui os riscos de acidentes de trabalho e doenças chamadas ocupacionais. “Hoje, as empresas estão preocupadas em prestar segurança e diminuir os acidentes”.

Compete ao médico do trabalho aplicar seus conhecimentos no local das tarefas do funcionário, de modo a reduzir e até eliminar os riscos ali existentes à saúde do trabalhador. Além disso, as empresas devem promover a realização de atividades de conscientização, educação e orientação dos trabalhadores, junto ao técnico ou engenheiro em Segurança do Trabalho para prevenção de acidentes do trabalho e doenças ocupacionais, tanto através de campanhas quanto de programas de duração permanente.  

“A empresa onde trabalho oferece o equipamento e cobra mais do que o necessário. Mas nos possibilita mais qualidade ao trabalhar e menos riscos”, aponta o metalúrgico Júlio Cesar Moreira.

Ele destaca ainda que a fiscalização é rigorosa. Se o trabalhador não estiver utilizando o material de forma adequada ganha advertência, e se não estiver usando é demitido por justa causa.        

A Consolidação das Leis do Trabalho (CLT) aponta que toda atividade tem seu risco. Por conta disso, a legislação define um padrão de risco. Com as Normas Reguladoras de Segurança, o trabalho dos metalúrgicos se enquadra no padrão 3, de risco alto. Isso se define pelos elementos do ambiente, como ventilação, iluminação e até de equipamentos.



Voltar | Imprimir

ONDE ESTAMOS


© Copyright 2013 - Todos os direitos reservados. Desenvolvido por Datastream Sistemas